Veja quanto o 13º salário pode injetar na economia do Brasil

Dados oficiais do Dieese, mostram que o pagamento do 13º salário este ano poderá movimentar a economia brasileira nos últimos meses de 2022
- Anúncios -

Os pagamentos do 13º salário para empregados de todo o Brasil poderá movimentar a economia brasileira neste final de ano. Ao menos é o que aponta uma nova projeção do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Segundo a projeção, mais de R$ 250 bilhões poderão ser injetados.

Este valor corresponde a quase 2,6% do Produto Interno Bruto (PIB) do país. A expectativa é de que mais de 85 milhões de pessoas recebam os valores adicionais nos próximos dias. Destes, 61% trabalham no mercado formal. Outra parcela importante recebe o dinheiro na condição de aposentado ou pensionista da Previdência Social (INSS). 

- Anúncios -

O 13º salário é uma espécie de bonificação de final de ano pago aos trabalhadores formais. O empregador é obrigado a repassar os valores aos seus trabalhadores. A empresa pode definir se prefere pagar todo o montante de uma só vez, ou se vai pagar todo o saldo em duas parcelas durante o ano.

Segundo o Dieese, quase 50% de todo o valor que será destinado ao 13º salário este ano, será pago na região Sudeste. Trata-se da região com o maior número de trabalhadores formais, além do maior número de pessoas na condição de segurados ou pensionistas do INSS.

Ainda tomando como base as informações do Dieese, é possível dizer que o maior valor médio do 13º salário será pago no Distrito Federal (R$ 4.711), e os menores são os registrados nos estados do Maranhão e do Piauí, onde o valor médio não ultrapassa a marca dos R$ 2 mil.

Destaques sobre *** por e-mail

Valor do 13º salário

O valor do 13º salário varia de acordo com a situação de cada trabalhador. Para saber quanto você vai receber no final do ano, é preciso considerar o valor do seu salário e o número de meses trabalhados no ano corrente.

A conta é simples: basta pegar o valor do salário bruto e dividir por 12, a quantidade de meses do ano. Logo depois, basta multiplicar este saldo pela quantidade de meses em que você trabalhou em 2022. O resultado é o valor do seu 13º salário.

Caso a empresa opte por dividir o valor em duas parcelas, a primeira precisa ser paga até o próximo dia 30 de novembro, e a segunda tem o dia 20 de dezembro. Em nenhuma hipótese, o empregador poderá desrespeitar estes prazos.

Note que algumas categorias já receberam o saldo do 13º salário no decorrer deste ano. Parte dos aposentados e pensionistas do INSS, por exemplo, já recebeu as duas parcelas do bônus entre os meses de abril e junho.

- Anúncios -
Leia também
×
App O Trabalhador
App do Trabalhador
⭐⭐⭐⭐⭐ Google Play - Grátis