Auxílio emergencial: 6,5% da população vive com menos de US$ 1,9

Cerca de 6,5% da população vive com menos de US$ 1,9 diariamente. Considerando que o dólar está em R$ 5, o valor seria equivalente a R$ 9,50. A porcentagem se intensifica quando falamos de mulheres negras e pardas que contam com 38% deste valor. Os dados pertencem ao IBGE.  O auxílio emergencial fornece o valor que é considerado abaixo da linha de pobreza.

Segundo o IBGE, cada pessoa deveria receber, considerando o valor de US$ 1,90, cerca de R$ 300 para estar “flertando” com essa linha. Atualmente, segundo os dados e cálculos que foram realizados pelo OTrabalhador, os beneficiários do programa recebem menos que R$ 5.

Auxílio emergencial

Os valores do auxílio emergencial variam segundo a estrutura familiar: R$ 150 para quem mora sozinho (metade do recomendado), R$ 250 para quem mora com duas pessoas ou mais (R$ 250 / pela quantidade de pessoas, totalizando no mínimo R$ 125 para cada família com dois integrantes) e de R$ 375 para as mulheres solteiras e com filhos.

O programa foi prorrogado por mais três meses e, para isso acontecer, foi necessário liberar o crédito extraordinário na faixa de R$ 20 bilhões. A PEC Emergencial que aprovava a faixa de R$ 44 bilhões não será o suficiente para o governo pagar.

Bolsa Família vai ter aumento?

- Continua Depois da Publicidade -

Outra dúvida é em relação a um possível aumento do Bolsa Família que deveria ocorrer após a finalização do auxílio emergencial no mês de outubro. Em suma, o governo informou que só poderá ocorrer no ano de 2022 e que, neste ano, ainda estão trabalhando nas transições.

O aumento dos incentivos em relação aos programas sociais está ocorrendo após o presidente Jair Bolsonaro ter perdido o apoio que tinha em relação ao ano de 2018 e as taxas de rejeição, segundo o DataFolha, estarem acima de 58% para as zonas periféricas.

VEJA TAMBÉM: Taxa de desemprego no Brasil superou os 13%, equivalente a 13,9 milhões

Avalie Nosso Conteúdo!
Avalie Nosso Conteúdo!
 
Daiane Souzahttps://otrabalhador.com/
Nascida em Santa Catarina, atualmente estuda história pela FURB, atuando com a redação política. Trabalha há mais de três anos como redatora profissional experiente em SEO e Copywriter. Apaixonada por literatura, filosofia e escrita.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui