Casa Verde e Amarela: veja como funciona o financiamento

O programa Casa Verde e Amarela une diversas iniciativas habitacionais do Estado Brasileiro para aumentar a quantidade de moradias, atendendo as necessidades de habitação que existe na população brasileira.

Assim, o Casa Verde e Amarela busca realizar a promoção do desenvolvimento institucional de maneira eficiente neste setor. Podendo assim, estimular a modernização dentro dessa área e também construindo uma maior inovação tecnológica.

Financiamentos do Casa Verde e Amarela

O programa do Governo Federal passou por mudanças em sua estrutura e ficou mais flexível para a população. A parcela de spread bancário (diferença entre o valor pago pelo banco aos correntistas e o cobrado nas operações de crédito) que é paga pelos Fundos aos financeiros que realizam as operações do programa, foi reduzida, isso assegura uma parcela maior de recursos.

Assim, as pessoas que tiverem interesse em aderir ao programa do Governo Federal, devem procurar de forma direta as construtoras credenciadas ao Casa Verde e Amarela e também os bancos que realizam as operações.

O que é o Programa Casa Verde e Amarela? | Blog da Trisul
Programa Casa Verde e Amarela

Adesão ao programa

Os municípios brasileiros e também o Distrito Federal podem realizar a sua adesão ao Programa Fundiária e Melhoria Habitacional, responsável por integrar as ações do programa casa Verde e Amarela.

O foco principal é ampliar o processo para regularização fundiária em larga escala. Chegando a mais de 100 mil imóveis de famílias carentes até o final de 2021. Além disso, destas moradias 20 mil também vão receber ajustes para assegurar uma residência digna para as pessoas que entrarem no programa.

Quem pode aderir ao programa?

A adesão ao programa Casa Verde e Amarela segundo proposta realizada pelo Governo Federal, é voltada para as famílias que possuem uma renda mensal em média de até R$ 7.000. A expectativa do governo é de que possam ser financiados mais de 1,5 milhões de imóveis para os grupos familiares de baixa renda, até o ano de 2024.

Gustavo Pennahttps://otrabalhador.com/
Sou Gustavo Penna, tenho 21 anos e sou redator criativo, Copywriter e estudante da UFRJ.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui