Cheque Caução: o que é e como funciona?

De acordo com o Nubank, cerca de 7% de todos os brasileiros continuam usando o cheque caução – ele vem sendo uma forma de garantir que algo será pago, apesar de ser algo mais antigo e desuso, principalmente para os jovens. Mas, o que é e como funciona isso?

De forma sintetizada, ele serve como uma forma de garantir que determinado produto ou serviço será pago. Por exemplo, supondo que está fazendo uma festa de aniversário e precisa contratar uma confeiteira. No entanto, não tem dinheiro para pagar ela na hora que o bolo chega. Então, entrega-lhe um cheque caução para que seja devolvido logo após o pagamento real em dinheiro. 

Outro exemplo simples é: supondo que alugou um terno de R$ 500. Então, a empresa que está alugando corre o risco de você fazer o uso do produto e não pagar. Sendo assim, para servir de garantia, é comum entregar um cheque caução com o valor maior no qual a marca ficará com ele até que o dinheiro seja entregue. 

MEI pode aceitar Cheque Caução?

Não existe nenhuma regra que impeça o microempreendedor individual, MEI, de aceitar essa forma de pagamento. No entanto, o indicado é antes mesmo de oferecer um serviço ou produto, informar ao cliente sobre quais são as formas de pagamento e qual é o prazo que ele tem para pagar. Isso pode evitar, mais tarde, o surgimento de dores de cabeça na tentativa de trocar  cheque – sem contar ainda que “tempo é dinheiro” e você terá que correr atrás para receber o valor ou ir até o banco. 

Geralmente, as formas mais aceitas como pagamento são o cartão de crédito, débito e também o PayPal. O PIX também vem se tornando uma alternativa comum e usada por, ao menos, um terço de todos os brasileiros – dados do Banco Central. 

Daiane Souzahttps://otrabalhador.com/
Formação em jornalismo pela Uniasselvi e em história pela FURB. Amante, desde o ano de 2017, pela produção de conteúdos, notícias e redação em geral. Atualmente, trabalha como redatora da agência jornalística Visão Confiável (http://visaoconfiavel.com/).

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui