Como acabar com o vício em redes sociais durante expediente de trabalho?

O vício em redes sociais durante o expediente de trabalho pode desencadear em uma série de consequências negativas para os colaboradores de determinada empresa, inclusive, a justa causa. Ao ser demitido por justa causa, o indivíduo perde os direitos sobre todo o tempo que trabalhou (FGTS, Fundo de Garantia de Tempo de Serviço) assim também como o seguro desemprego, que é uma garantia fornecida pelo INSS. 

Está previsto, no segundo artigo das regras da CLT, que o patrão ou empresa contratante pode proibir que seus funcionários naveguem nas redes sociais durante as 8 horas de jornada (ou mais). E, caso as regras não sejam cumpridas, além da demissão pode haver processos de alertas no setor de RH, Recursos Humanos. 

Neste artigo, separamos algumas dicas para aqueles que desejam acabar com esse vício. Portanto, continue a leitura conosco para saber mais sobre o assunto. 

Dicas para acabar com o vício em redes sociais

O primeiro passo, para quem deseja acabar com esse tipo de questão, é desinstalar os aplicativos das redes que mais está viciado. Isso pode ser, no entanto, um pouco negativo quando se está em casa e não os tem mais. Mas, de início, é essencial fazer esse processo. Use o seu tempo para ser mais produtivo, para ler algo. 

Outra dica é desinstalar as plataformas como o Facebook e o Instagram. Alguns celulares permitem que os usuários façam, ainda por cima, um bloqueio de uso. Por exemplo, das seis da manhã até as 14 horas da tarde todos os apps são bloqueados e liberados somente depois disso. 

É válido salientar que é necessário muita força de vontade para evitar esse vício, que vem se tornando cada vez mais comum na vida dos indivíduos no século XXI.

Daiane Souzahttps://otrabalhador.com/
Formação em jornalismo pela Uniasselvi e em história pela FURB. Amante, desde o ano de 2017, pela produção de conteúdos, notícias e redação em geral. Atualmente, trabalha como redatora da agência jornalística Visão Confiável (http://visaoconfiavel.com/).

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui