Como participar do Minha Casa Minha Vida?

O programa Minha Casa Minha Vida foi criado com o objetivo de oferecer casa própria a milhões de brasileiros em situação de baixa renda. Para ter acesso ao benefício, é preciso, antes de mais nada, comprovar essa situação; além de ter que comprovar, também, que não recebe mensalmente uma remuneração maior do que R$1.800,00.

Com o objetivo de resolver o eterno problema do déficit habitacional do país, o governo criou o programa como uma forma de financiar casa própria para os brasileiros das classes menos favorecidas. Ele financia cerca de 80% do valor da casa ou apartamento, enquanto o cidadão só precisará arcar com os outros 20%, divididos em até 30 anos (360 meses), e desde que cada parcela não ultrapasse 30% do seu salário.

Mas como funciona na prática o Minha Casa Minha Vida?

Na prática, para cadastrar-se no Minha Casa Minha Vida basta preencher alguns pré-requisitos: é necessário não possuir casa própria, nenhum tipo de financiamento imobiliário, não fazer parte de outro programa habitacional do governo, utilizar o imóvel somente para fins residenciais e não estar registrado no CADIN (Cadastro Informativo de Créditos Não Quitados) ou no CADMUT (Cadastro Nacional de Mutuários).

Além disso, o candidato a um imóvel deverá encaixar-se na faixa 1 para o financiamento imobiliário. Nessa faixa estão os indivíduos com renda total de até R$1.800,00 – os únicos que podem realizar o cadastro.

- Continua Depois da Publicidade -

Feito isso, basta separar os documentos necessários para a inscrição: Comprovante de Renda, Documento de Identidade, Comprovante de Estado Civil, Comprovante de Residência e a Declaração de Contribuição do Imposto de Renda (se houver).

E como próximos passos, você deverá dirigir-se a um órgão da prefeitura, que pode ser uma Secretaria de Habitação ou qualquer outro órgão autorizado a realizar o referido cadastro; e, a partir daí, aguardar o resultado da sua proposta, que será submetida a um sorteio, já que, por questões óbvias, o número de proponentes a um imóvel é infinitamente maior do que a quantidade de imóveis disponibilizados pelo programa.

Leia mais:

Auxílio emergencial: beneficiários do Bolsa Família com NIS 3 recebem hoje

- Continua Depois da Publicidade -

Universidades federais podem mudar lei de cotas com aprovação na Câmara

Imposto de renda: o que acontece se informar o valor errado?

Avalie Nosso Conteúdo!
Avalie Nosso Conteúdo!
 
Vivaldo Pereirahttps://otrabalhador.com/
Poeta e ensaísta, um autodidata, com 3 livros publicados, participação em uma antologia poética, certificação em produção de conteúdo para web e copywriting pela plataforma Rock Content, além de muito amor e respeito pela arte de escrever

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui