Conselho regulamenta movimentação do FGTS para pagamento da casa própria

Muitas pessoas, no momento de financiar a casa própria, pedem que o valor seja retirado do salário direto da fábrica. No entanto, nesta quarta-feira (14), deve ocorrer a reunião do Conselho que regulamenta a movimentação do FGTS para pagamento da casa própria. Dessa forma, pode haver a retirada parcial ou total.

Vale ressaltar, entretanto, que o ato poderá ser permitido somente pelo agente financeiro do SFH  que foi fixado na Lei nº 8.036, de 1990. 

Essa é mais uma tentativa de regulamentar a possibilidade do indivíduo de financiar a casa própria e deixar de morar de aluguel. Em algumas cidades, o aluguel já custa na faixa de R$ 900 ou mais para um apartamento simples. Está se tornando quase inviável. 

No entanto, ao comprar uma casa, consegue-se fazer parcelas maiores e pagar menos que o aluguel mensalmente (apesar dos juros fazerem com que o número de parcelas aumentem juntamente com o valor somado). 

- Continua Depois da Publicidade -

O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto é bastante semelhante ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra. No entanto, o primeiro deles é voltado para a área urbana e tem como objetivo lutar pela diminuição dos preços de aluguel e das casas para serem compradas.

Os integrantes do movimento argumentam que os preços são inviáveis quando se leva em consideração o valor do salário mínimo e do salário recebido por grande parcela dos brasileiros. 

Posso financiar através do FGTS?

Existem alguns requisitos para aqueles que desejam financiar através do FGTS, sendo o primeiro deles não ter nenhum financiamento que já esteja no âmbito do SFH em andamento. 

Não se pode ser proprietário ou comprador de nenhum outro bem residencial. Ou seja, o benefício é voltado somente para aqueles que ainda não possuem casa própria e nenhum outro bem para morar. Não é, portanto, qualquer pessoa que irá conseguir o financiamento. 

- Continua Depois da Publicidade -

É necessário contar com, no mínimo, cerca de 3 anos de carteira de trabalho assinada no regime do FGTS, seja na mesma empresa ou em outras. 

Os recursos desta nova possibilidade devem valer a partir do mês de agosto e devem permitir que os indivíduos e trabalhadores financiem imóveis que custem até R$ 1,5 milhões. Todos estão sujeitos a análises de salários e verificação de valores recebidos. 

Leia mais: Taxa de desemprego no Brasil superou os 13%, equivalente a 13,9 milhões

 
Daiane Souzahttps://otrabalhador.com/
Nascida em Santa Catarina, atualmente estuda história pela FURB, atuando com a redação política. Trabalha há mais de três anos como redatora profissional experiente em SEO e Copywriter. Apaixonada por literatura, filosofia e escrita.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui