Contradições sobre demitir trabalhadores que não querem se vacinar.

As próximas semanas devem contar com um novo pronunciamento do Governo, a respeito dos direitos trabalhistas, de permitir que empregadores demitam, os funcionários que não quiserem tomar vacina.

O Ministério do Trabalho publicou na última semana, que algumas práticas discriminatórias estão acontecendo em algumas localidades, principalmente entre os empregadores que não querem contratar funcionários que não estejam com o comprovante da vacina em dia.

Inclusive, alguns acontecimentos mostraram que foi pedido exame, testes e até laudos para atestar que as certidões de vacinação são verdadeiras.

Caso da vacina ainda está em andamento

Embora essa alegação não impeça nada e nem é considerada prática discriminatória, mas decisão é do governo. De acordo com advogados especialistas, o caso de impedir que se contrate quem não se vacinou é uma forma de evitar que os empregados sejam demitidos por não terem tomado a vacina.

Conforme a crítica em torno do assunto vai crescendo, muita especulação até o momento é comentada nas redes sociais, principalmente sobre os riscos de saúde com os demais funcionários.

Empregadores fortemente criticados

A atitude dos empregadores está sendo muito criticada, principalmente pelo fato de que no Brasil não é obrigado a tomar vacina. Além disso, como nada ainda foi definido sobre o assunto, é provável que os empregadores tenham que arcar com testes feitos nos funcionários.

Enquanto a medida não sai, o que se sabe é que o próprio órgão Trabalhista deve intervir sobre a situação e tentar tirar o máximo de dúvidas possíveis, tanto dos próprios funcionários, quanto dos empregadores.

Quem optou por não se vacinar, não deve se sentir obrigado a toma-la para ser contratado em um emprego. Caso seja determinado que a testagem seja obrigatória, e o funcionário não queira realizar, aí sim, ele pode ser demitido por justa causa, ou as demais complicações que estiverem aparecendo. Até lá, o anúncio do governo levantou ainda mais dúvidas, principalmente por não ter tomado uma posição.

Susan Nogarthttps://otrabalhador.com
Susan Nogart, 30 anos. Formada em Ciências Biológicas e Produção de conteúdo para Web, ama animais, ciências e comportamento e é apaixonada por escrever. Trabalha com criação há mais de 10 anos.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui