Efeitos do Home Office na produtividade das empresas

O home office se tornou um novo estilo de trabalho muito adotado durante a pandemia, que já caiu nos gostos da população e para algumas das empresas que resolveram aderir a ideia. Por se tratar de um assunto que ainda divide opiniões, é preciso ter em mente quais os pontos positivos e negativos do estilo de trabalho e como ele pode afetar a produtividade nas empresas.

Um estudo realizado pela Fundação Dom Cabral, mostrou, que o trabalho Home Office, se tornou muito mais eficiente do que se esperava. Embora grande parte dos trabalhadores ainda preferem trabalhar no escritório. Para entender melhor como esse estilo de trabalho pode afetar as empresas e porque grande parte delas quer adotar o sistema, continue lendo.

Efeitos do Home Office na produtividade

O estudo revelou que alguns pontos importantes foram levantados durante a pesquisa, que determinou alguns aspectos diferentes sobre a produtividade em Home Office. Como por exemplo a necessidade de adotar um espaço próprio para trabalhar. Cerca de 47% dos entrevistados alegaram possuir um local próprio, enquanto 38% não. Essa adaptação tomou dos trabalhadores um período para conseguir ter a produtividade esperada.

Outro ponto levantado foi sobre a presença de crianças em casa. Com a pandemia, as crianças também ficaram sem aula, e quem estava tendo que trabalhar em Home Office precisou lidar com a presença delas. Em 100% dos casos em que mulheres trabalhadoras tinham que lidar com crianças em casa, a produtividade era de cerca de 65%, enquanto que para os homens era de 70%. Porém essa é uma constatação do aumento da produtividade, mesmo em trabalho home office. Que também permite a adaptação para o trabalho remoto, que ao contrário pode ser desenvolvido em qualquer lugar que não seja na empresa.

- Continua Depois da Publicidade -

Muitos Coworkings por exemplo, possuem espaço kids, para que as crianças tenham acesso e os pais possam trabalhar. Em tempos de pandemia, mesmo com a adaptação do ambiente e o realinhamento da rotina, a produtividade se mostrou eficiente, e mesmo quem não deseja ficar o tempo todo trabalhando em casa acredita que o sistema híbrido, passando parte da semana em casa e parte no escritório, pode ser a melhor opção.

 
Susan Nogarthttps://otrabalhador.com
Susan Nogart, 30 anos. Formada em Ciências Biológicas e Produção de conteúdo para Web, ama animais, ciências e comportamento e é apaixonada por escrever. Trabalha com criação há mais de 10 anos.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui