Fundo Imobiliário ainda vale a pena após aumento da taxa Selic?

Com o aumento da taxa Selic, a tendência é que o fundo imobiliário pare de ter tanta rentabilidade e os investidores prefiram as alternativas de renda fixa. A COPOM, em setembro deste ano, alterou a Selic para 6,2%. Então, o que no começo do ano com 100% do CDI rendia cerca de 1,9% ao ano, agora rende cerca de 6,15% ao ano. Logo, CDBs, LCIs e LCAs costumam trazer mais lucro. 

Além disso, com a alta da inflação que fez o preço dos materiais de construção aumentarem, o prejuízo das construtoras ou de fundos imobiliários aumenta (justamente porque o objetivo deles é comprar, construir e vender imóveis). O aumento da Selic faz com que os juros dos bancos para financiamentos também aumentem – logo, o consumidor sente que comprar a casa pode sair muito mais caro, principalmente se precisar de dinheiro emprestado de outras instituições. Nos últimos doze meses, a maioria dos fundos tiveram o aumento de apenas 5% ou menos. 

Então, já que a Selic ficou mais alta e aumenta o rendimento de renda fixa enquanto os fundos estagnaram devido à crise econômica e pandêmica, muitas pessoas estão retirando o dinheiro destas aplicações e optando  pelo LCI e LCA – que também são boas alternativas com o decorrer do tempo. 

Investir em fundos no ano de 2021 e provavelmente em 2022 não trará bons retornos e, em alguns casos, até mesmo deixar na poupança (que rende a média de 4% ao ano) pode ser uma alternativa melhor. 

Material de construção caro, medo do consumidor sobre os juros – queda do fundo imobiliário

- Continua Depois da Publicidade -

Existem vários fatores que fazem com que os fundos de investimentos imobiliários sejam uma boa alternativa, como: medo do consumidor em comprar e financiar bens durante a crise e desemprego, inflação a 9,6% que encarece o material, aumento da taxa Selic que deixa a renda fixa mais rentável. 

Avalie Nosso Conteúdo!
Avalie Nosso Conteúdo!
 
Daiane Souzahttps://otrabalhador.com/
Nascida em Santa Catarina, atualmente estuda história pela FURB, atuando com a redação política. Trabalha há mais de três anos como redatora profissional experiente em SEO e Copywriter. Apaixonada por literatura, filosofia e escrita.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui