Jornais e blogs romantizam pobreza de trabalhadores com dicas “absurdas”

Jornais e blogs romantizam a pobreza de alguns trabalhadores com dicas que são consideradas absurdas. Durante o governo Bolsonaro e o país localizado entre os 15 países com maiores índices de desemprego, o auxílio emergencial não está sendo suficiente para pagar as contas. 

E, com a falta de dinheiro e o baixo valor fornecido pelo estado, os trabalhadores e desempregados sofrem com os cortes abusivos.  O arroz teve aumento acima de 100% e ficou inviável para algumas estruturas familiares. 

E, como os jornais e blogs seguem as tendências do mercado e de pesquisa, muitos começaram a dar dicas exclusivas para que esses grupos conseguissem vencer a crise. 

O G1 foi um deles quando postaram, há cerca de 8 meses atrás, algumas dicas para pobres que desejam reaproveitar o pão mofado. O pão, segundo o jornalista que escreveu a matéria, pode ser consumido caso não tenha o mofo em coloração laranja ou preta. Além disso, há outras recomendações que vão além do pão, como usar as cenouras “viscosas” que foram esquecidas no fundo da geladeira e estão estragando. 

- Continua Depois da Publicidade -

O ClassIcon, outro blog online, deu oito dicas para economizar no gás de cozinha, que passou de R$ 100 reais em algumas regiões. Entre elas, estava a indicação do uso de fogão à lenha. O G1 publicou, no mesmo tempo, que muitas famílias estavam usando lenha para economizar no gás pela falta de dinheiro. 

E é então que as baixas condições da população fazem com que blogs e jornais lucrem em cima de tentativas de normalizar a situação com dicas romantizadas. 

Para justificar a recomendação pelo fogão à lenha, grandes jornais argumentam que a comida fica mais saborosa e caseira. A questão é que as pessoas não possuem tempo para fazer a comida através destes meios. “Demora a manhã toda”, disse Maria Terezinha Linhares para o OTrabalhador.

Avalie Nosso Conteúdo!
Avalie Nosso Conteúdo!
 
Daiane Souzahttps://otrabalhador.com/
Nascida em Santa Catarina, atualmente estuda história pela FURB, atuando com a redação política. Trabalha há mais de três anos como redatora profissional experiente em SEO e Copywriter. Apaixonada por literatura, filosofia e escrita.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui