Pente fino do INSS começa em agosto: confira se passou por ele

O INSS está realizando o pente fino nos beneficiários que se aposentaram por invalidez e que estão sem trabalhar. O indivíduo que for identificado com irregularidades pode receber mensagens a partir do aplicativo MEU INSS e até mesmo por e-mail. Vale ressaltar, contudo, que qualquer notificação que for recebida deve ser do domínio oficial do governo. 

Se você for notificado, deve estar com alguns papéis importantes em mãos que comprovam a real incapacidade de trabalhar, sendo o principal deles a comprovação de atendimento e acompanhamento médico. Quem se aposenta por invalidez não pode deixar de marcar as consultas com certa frequência e, além disso, guardar todos os atestados que comprovem isso.  Leve consigo todos os laudos, exames e relatórios. 

INSS e a seleção

Quando o indivíduo é selecionado, ele é chamado novamente para fazer uma “prova de vida” com outros exames da perícia para confirmar que continua sem capacidade para atuar no mundo profissional. 

É possível cair na malha fina de várias formas, inclusive com as publicações nas redes sociais que podem originar denúncias. Seu extrato bancário também pode interferir: os bancos sempre passam um breve relatório de entradas e saídas de contas bancárias. E, ao mostrar irregularidades em relação ao benefício que é mais baixo do que o movimentado, o cidadão pode ser alvo de investigações. 

  • Quem já é aposentado por idade e tempo de contribuição, não precisa ter receio de passar pelo pente fino visto que ele é realizado apenas nos casos de invalidez. 
- Continua Depois da Publicidade -

Para que o indivíduo consiga se aposentar por estar “inválido”, ele tem que ter contribuído ao menos 12 meses para o INSS, seja como autônomo, servidor público ou como CLT. Quem atua como MEI já faz o pagamento através do DAS.  

Acompanhe o OTrabalhador para ficar por dentro de todas as atualizações sobre direitos do trabalhador. 

 
Daiane Souzahttps://otrabalhador.com/
Nascida em Santa Catarina, atualmente estuda história pela FURB, atuando com a redação política. Trabalha há mais de três anos como redatora profissional experiente em SEO e Copywriter. Apaixonada por literatura, filosofia e escrita.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui