PIX terá nova concorrência com WhatsApp e pode refletir no MEI

O Whatsapp se tornou um dos aplicativos mais utilizados pelos brasileiros para que houvesse a troca de mensagens de forma instantânea, rápida e objetiva. O App também permite que os usuários mande fotos, vídeos, PDFs, boletos, documentos e áudios. Agora, a plataforma começará a aceitar pagamentos e envios de dinheiro assim como o PIX. Consequentemente, quem é MEI deve ser influenciado. 

No primeiro momento, apenas quem é pessoa física pode transferir o dinheiro e é necessário usar um cartão de crédito. No entanto, as atualizações e a aceitação do programa mostram que futuramente deve estar disponível para pessoa jurídica. 

No entanto, a questão é que a quantidade de transações permitidas (apenas 5), se torna inviável para quem tem uma empresa. Além disso, quem tem MEI, segundo boatos de outros sites de tecnologia, terá que pagar taxas entre 1 e 2%. 

Leia mais: Veja por que os valores de pagamento são diferentes no Bolsa Família

PIX é cobiçado pelo MEI

- Continua Depois da Publicidade -

O PIX, entretanto, é uma alternativa totalmente gratuita. Não cobra taxas e permite o pagamento instantâneo que cai na conta em menos de um segundo. Além disso, a plataforma ainda permite que se pague fim de semana e em horários que não são comerciais. 

O PIX já é tão aceito entre pessoas físicas e jurídicas que, segundo o Banco Central, cerca de um terço da população já fez o uso dele. Já foram, em menos de 06 meses, transferidos mais de R$ 3 trilhões e soma metade de todos os tipos de transações utilizados, ganhando até mesmo de TED e boleto. 

Devido a tantas vantagens, acabou ultrapassando as TEDs que cobravam taxas em alguns casos, como quando se tenta transferir para outras instituições. O Banco Inter era um dos poucos que não cobravam para transferir, mesmo que para outros bancos. 

O PIX já é uma tendência e com certeza pretende competir com a nova atualização do Whatsapp. No entanto, o WPP ainda é muito limitado para quem tem MEI: há poucas transações disponíveis e cobra taxas tanto quanto as TEDS. A diferença é que a TED ainda é mais benéfica porque não tem limitações em quantidade. 

- Continua Depois da Publicidade -

Leia mais: ENEM 2021: quem está no CadÚnico não paga taxas para prova

Avalie Nosso Conteúdo!
Avalie Nosso Conteúdo!
 
Daiane Souzahttps://otrabalhador.com/
Nascida em Santa Catarina, atualmente estuda história pela FURB, atuando com a redação política. Trabalha há mais de três anos como redatora profissional experiente em SEO e Copywriter. Apaixonada por literatura, filosofia e escrita.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui