Qual a verdadeira importância da nota de 200 reais?

Tem muita gente que, até os dias atuais, se questiona sobre os motivos pelo qual a nova nota de R $200 foi criada. Na verdade, existem vários motivos econômicos, e até meio políticos, para que tenha sido criada. Portanto, acompanhe a leitura com OTrabalhador e saiba o que preparamos para te ajudar a decifrar esse mistério. 

A quantidade de dinheiro em circulação no ano de 2020 foi superior a R$ 342 bilhões. Entretanto, a média estava sempre abaixo de R$ 300 bilhões. Ou seja, muito mais de r$ 40 bilhões do tradicional. 

Dessa forma, para que não houvesse a necessidade de imprimir muitas notas de R$ 100 ou de R$ 50, por exemplo, houve a criação da nota de R$ 200 que serve para facilitar e economizar na impressão. 

Inflação e nota de R$ 200

A alta quantidade de dinheiro se deve, principalmente, pelo fornecimento do auxílio emergencial e, em 2021, não deve ser diferente visto que o governo pretende liberar cerca de R$ 40 bilhões. O valor do auxílio emergencial varia na faixa de R$ 150 a R4 375, dependendo da estrutura de cada grupo. 

- Continua Depois da Publicidade -

Houve suposições de que o governo estava imprimindo dinheiro para pagar o benefício e que isso iria estourar o aumento dos preços e inflação. 

Com a alta quantidade de dinheiro em circulação e a necessidade de aumentar as impressões, criaram a nota de R$ 200 que, mais tarde, viria a impactar também na inflação acumulada. 

A inflação alta e a desvalorização do real (quando há muito dinheiro em circulação, os preços aumentam, como é o caso da Venezuela que faz compras com carrinhos de mão de dinheiro) fez com que o dólar aumentasse junto com o preço dos alimentos.

Outra justificativa do governo foi que a criação da nota de R$ 200 era para facilitar as transações visto que grande parte da população usa dinheiro em espécie e poderia andar com menos volume. Além disso, ajudaria a contabilizar o valor recebido. 

- Continua Depois da Publicidade -

A COPOM está realizando o aumento da taxa Selic para que consiga controlar a inflação e o preço dos alimentos possa diminuir. 

Avalie Nosso Conteúdo!
Avalie Nosso Conteúdo!
 
Daiane Souzahttps://otrabalhador.com/
Nascida em Santa Catarina, atualmente estuda história pela FURB, atuando com a redação política. Trabalha há mais de três anos como redatora profissional experiente em SEO e Copywriter. Apaixonada por literatura, filosofia e escrita.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui