Retroexpectativa MEI 2021: quais foram as principais mudanças no setor?

O MEI, microempreendedor individual, teve algumas mudanças para o ano de 2021 e para 2022. Neste artigo, separamos quais são as principais retroexpectativas das empresas cadastradas neste tipo de porte. 

Neste ano, a Câmara de Deputados voltou a abordar sobre a possibilidade de alteração do limite máximo do faturamento do MEI, que está em R$ 81 mil. O novo projeto prevê que, para o próximo ano, tenha um reajuste para R$ 130 mil. O Senado aprovou a decisão. No entanto, ainda não entrou em vigor. A mesma lei pretende alterar, ainda, o limite de funcionários que podem ser contratados, saindo de 1 para 2. 

Além disso, tendo em vista os conflitos dos caminhoneiros que surgiram desde o mês de fevereiro, a profissão também entrou para o MEI. No entanto, conta com regras diferentes de valores em relação ao faturamento. O caminhoneiro que se cadastrar como MEI poderá ter o faturamento anual de até R$ 250 mil e pode pagar o DAS de forma simplificada com os valores dos impostos e previdência. 

Aumento dos impostos MEI para 2022?

O governo Bolsonaro não decidiu, até o momento, qual deve ser o valor do salário mínimo para o próximo ano. No entanto, isso pode impactar diretamente no valor pago pelo microempreendedor individual no DAS, que vai de R$ 56 até R$ 61. As expectativas é que o salário seja reajustado para R$ 1200. Por isso, cerca de 5% deve ser retirado para o INSS, totalizando o valor de R$ 60. E, se os impostos não sofrerem reajustes, o DAS deve custar: 

  • Comércio: R$ 61, sendo R$ 60 do INSS e R$ 1 de ICMS; 
  • Serviços: R$ 65, sendo R$ 60 de INSS e cerca de R$ 5 de ISS;
  • Ambas as atividades: R$ 66, sendo R$ 60 de INSS, R$ 1 de ICMS e cerca de R$ 5 de ISS. 

O não pagamento dos impostos do Simples Nacional podem ocasionar a entrada do profissional para a dívida ativa. 

Daiane Souza
Formação em jornalismo pela Uniasselvi e em história pela FURB. Amante, desde o ano de 2017, pela produção de conteúdos, notícias e redação em geral.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui