INSS: divulgadas as datas dos pagamentos do 13° salário

Aposentados e pensionistas já podem se preparar
- Anúncio -

Nos últimos três anos, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) antecipou o pagamento do 13º salário para seus beneficiários devido a pandemia da Covid-19. No entanto, este ano não haverá antecipação. Todavia, o calendário já tem divulgação pelo governo.

As datas de pagamento da primeira parcela do 13° salário. A primeira parcela do abono natalino será pago em agosto. A primeira corresponde a 50% do valor do benefício, sem descontos, e é depositada junto com a renda referente ao mês de agosto. O INSS revelou que a segunda parcela do benefício será liberada a partir de 25 de novembro.

- Anúncio -

Nos dois primeiros anos, o motivo da antecipação foi devido a pandemia de Covid-19. Já em 2022, foi manobra política do ex-presidente Jair Bolsonaro que pretendia se reeleger.

Parcelas do 13º salário

A primeira parcela do 13º salário será paga pelo o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) a partir do dia 25 de agosto deste ano. A parcela corresponde a 50% do valor do benefício, sem descontos, e é depositada junto com a renda referente ao mês de agosto.

Destaques sobre *** por e-mail

Já a segunda parcela tem previsão para novembro e equivale à outra metade do valor. Ao contrário da primeira, ela pode incluir descontos, como o Imposto de Renda.

Quem pode receber o 13º salário? 

Tem direito a 1ª parcela do abono natalino aqueles que recebem:

  • auxílio-doença;
  • auxílio-acidente;
  • aposentadoria;
  • salário-maternidade; 
  • pensão por morte;
  • auxílio-reclusão.

Os beneficiados com o BPC (Benefício de Prestação Continuada) e RMV (Renda Mensal Vitalícia) não têm direito ao 13º.

Calendário do 13º salário do INSS em 2023

Seguindo as regras dos outros anos em que o pagamento aconteceu no final do ano, o acerto deverá acontecer da seguinte forma:

Primeira parcela de quem ganha até um salário mínimo:

  • Final 1 – 25 de agosto;
  • Final 2 – 28 de agosto;
  • Final 3 – 29 de agosto;
  • Final 4 – 30 de agosto;
  • Final 5 – 31 de agosto;
  • Final 6 – 1º de setembro;
  • Final 7 – 4 de setembro;
  • Final 8 – 5 de setembro;
  • Final 9 – 6 de setembro;
  • Final 0 – 8 de setembro.

Primeira parcela de quem ganha mais de um salário:

  • Finais 1 e 6 – 1º de setembro;
  • Finais 2 e 7 – 4 de setembro;
  • Finais 3 e 8 – 5 de setembro;
  • Finais 4 e 9 – 6 de setembro;
  • Finais 5 e 0 – 8 de setembro.

Segunda parcela para quem ganha até um salário:

  • Final 1 – 24 de novembro;
  • Final 2 – 27 de novembro;
  • Final 3 – 28 de novembro;
  • Final 4 – 29 de novembro;
  • Final 5 – 30 de novembro;
  • Final 6 – 1º de dezembro;
  • Final 7 – 4 de dezembro;
  • Final 8 – 5 de dezembro;
  • Final 9 – 6 de dezembro;
  • Final 0 – 7 de dezembro.

Segunda parcela para quem ganha mais de um salário:

  • Finais 1 e 6 – 1º de dezembro;
  • Finais 2 e 7 – 4 de dezembro;
  • Finais 3 e 8 – 5 de dezembro;
  • Finais 4 e 9 – 6 de dezembro;
  • Finais 5 e 0 – 7 de dezembro.

Como consultar benefícios do INSS

O segurado pode fazer uma consulta sobre os benefícios pagos pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Essa consulta pode ocorrer em casa, sem a necessidade de deslocamento para uma das agências.

Uma das maneiras mais simples para fazer a consulta e obter informações sobre os benefícios é ligar para a central de atendimento, pelo telefone 135. Durante a ligação é preciso informar o número do CPF e confirmar algumas informações cadastrais, de forma a evitar fraudes, e informar sobre qual benefício quer informações.

O atendimento está disponível de segunda a sábado, das 7h às 22h.

Também é possível fazer uma consulta por meio do site Meu INSS, que reúne diversos serviços digitais do INSS. Também pelo aplicativo Meu INSS (disponível para Android e iOS).

- Anúncio -
Leia também
×
App O Trabalhador
App do Trabalhador
⭐⭐⭐⭐⭐ Google Play - Grátis