INSS: você sabe qual o valor máximo para receber?

O valor máximo do INSS para saber no ano de 2021 é de R$6.433,57 e passou por um reajuste de 5% em relação ao valor anterior. Os beneficiários podem se aposentar por idade, tempo de contribuição e até mesmo por invalidez (mas precisam sempre guardar os comprovantes médicos caso seja chamado novamente para comprovar a doença). 

O valor de contribuição que é descontado do salário depende do valor recebido pelo CLT ou pessoa jurídica. Para aqueles que contribuem para um salário mínimo, R$ 1100, devem descontar o valor de 7% enquanto aqueles que recebem entre um salário e R$2.203,48, a porcentagem vai para 9%. Para os contribuintes de um salário mínimo, o pagamento mínimo mensal é de R$ 82,50.  Aqueles que recebem na faixa de  R$ 3.305,23 até R$ 6.433,57 pagam até 14% do valor que é recebido. 

Quem trabalha como MEI, microempreendedor individual, possui uma contribuição diferente. O valor é de R$ 60 mensal no DAS e conta com um salário mínimo do INSS e também os impostos do governo que são equivalentes a R$ 5. O INSS é de R$ 55. Caso o empresário queira um valor maior, deve contribuir por fora. 

Me aposentei por invalidez no INSS: quais os cuidados? 

Existem alguns cuidados quando se aposenta por invalidez no INSS. Ou seja, comprovar que há a doença e que ela dura durante o tempo que recebe o benefício. 

Portanto, o beneficiário tem que tomar cuidado com as postagens que realiza nas redes sociais ao se expor porque pode mostrar que gasta mais do que recebe (e isso poderia dizer que trabalha por fora) ou então, que está trabalhando frio. Cuidado com as marcações e com as postagens. 

Além disso, esteja sempre em contato com um médico e também peça um atestado sempre que ir até ele: dessa forma, caso seja chamado para prova, pode comprovar que está tendo acompanhamento e que continua impossibilitado. 

×
App O Trabalhador
Aplicativo O Trabalhador
Grátis - Na Google Play
VER