Você já pode estar com saldo do FGTS liberado para saque emergencial!

De acordo com uma coletiva de imprensa que foi fornecida durante o mês de fevereiro pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, está sendo estimado que façam a liberação do saldo do Fundo De Garantia do Tempo de Serviço, o FGTS, para o pagamento de dívidas. Neste caso, o saque, que deve ser de até R$ 1 mil, não é obrigatório e se não for realizado deve  ser exigido  para o saldo do cidadão. 

Em suma, recomenda-se que  o faça mesmo que não se queira usar o dinheiro para dívidas e o deixe investido em alguma aplicação de renda  fixa como reserva de emergência devido ao fato de que o saldo na Caixa está rendendo apenas 3% ao ano enquanto no Banco pode chegar a render até 13%. 

Vale salientar que o ministro da Economia, Paulo Guedes, ainda não informou de forma concreta sobre quando vai começar a ser liberado o saque emergencial do FGTS e qual o valor máximo dele.  Apenas deu algumas pistas de que poderia prever em breve como forma de movimentar a economia, as expectativas ainda são altas. 

Saldo e saque do FGTS

O saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço pode ser feito mediante algumas regras como o colaborador ter sido admitido pela empresa sem que fosse justa causa e até mesmo em casos de estado de emergência na cidade em que mora. Outra situação  que se permite usar o saldo que se tem no fundo é em caso de doença que poderia afetar  a vida do colaborador como o câncer. 

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço também pode ser sacado pelos herdeiros mediante o atestado de óbito do trabalhador. Ou então, após a aposentadoria ou depois de estar há três anos ou mais sem que a carteira tenha sido assinada.