Odeia o seu serviço? Saiba como pedir demissão sem ser prejudicado!

Já estamos no século XXI e algumas empresas insistem em ter as mesmas metodologias que no século passado quando se obrigava os seus funcionários  a fazer horas  extras e trabalhar final de semana por fora da folha de pagamento sem que eles tenham acesso a sequer um dia de folga remunerada. Por isso,  muitas pessoas acabam tendo o interesse de sair da marca e de pedir demissão. No entanto, vale salientar que existem alguns cuidados que devem ser levados em conta nestes momentos para que você não seja prejudicado.

O primeiro passo é ir no local onde deixar os seus documentos e buscar o seu contrato de trabalho com a marca para descobrir se no contrato está escrito que o aviso prévio deve ser dado com antecedência.  O aviso prévio muitas vezes tem a duração de um mês que serve para  que a empresa não fique desamparada. Ou seja, se você é um funcionário chave e não tem outra pessoa para substituir o cargo na área, a empresa teria o tempo de um mês para  encontrar outra pessoa e te liberar. 

Não peça demissão sem que tenha onde e como se apoiar!

Um dos aspectos que devem ser salientados neste artigo é que você não pode pedir demissão sem que tenha onde e como se apoiar. Se não tem como pagar as contas e sabe que irá perder o seguro desemprego, é indicado que você primeiro tenha acordado com outra empresa que deseja fechar negócio com eles e somente então sair. 

Ao sair sem que tenha outra empresa para ir ou começar a empreender do zero, pode acabar ficando sem renda.  Se está empreendendo, fique na empresa até que o seu negócio traga fonte de renda viável para somente então começar a investir nele de modo integral.