Salário mínimo deve ser menor que o previsto em 2023

O Ministério da Economia atualizou a projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) em 2022, utilizado para a correção do salário mínimo. A projeção do Boletim Macro Fiscal divulgado nesta quinta-feira (15/9) pela Secretaria de Política Econômica (SPE), passou de 7,41% para 6,54%. 

Portanto, se esse aumento previsto se confirmar e não houver mudança no cálculo, o reajuste do salário mínimo deste ano também será menor do que o estimado  anteriormente.

Orçamento 2023

Atualmente o salário mínimo está em R$ 1.212. Para o ano que existe uma previsão por parte do governo que indica que o novo valor será de R$ 1.302, sendo um aumento de R$ 90,00 em relação ao valor atual. Isso representa uma alta de 7,45%, que de acordo com o Ministério da Economia, será inflação de 2022.

Contudo, isso pode mudar. Na última semana, o governo enviou a proposta de orçamento de 2023, contemplando R$ 1.302 para o salário mínimo, valor que considera apenas a variação da inflação neste ano, antes em 7,41%.

Nesse sentido, como recuou a projeção do INPC, o valor do salário mínimo também deve ficar cerca de R$ 10 menor do que a última projeção. Essa nova estimativa também é provisória. Se a inflação medida pelo INPC no acumulado de 2022 for diferente da estimativa, o governo terá de rever o montante.

O valor do piso para 2023 é definido até o fim do ano. Segundo o Dieese, o salário mínimo serve de referência para 56,7 milhões de brasileiros, das quais 24,2 milhões são beneficiários do INSS.

O valor definitivo só será conhecido em janeiro

Todavia, o valor do salário mínimo será conhecido pelos trabalhadores brasileiros somente em janeiro do ano que vem.  Neste período também será conhecida a inflação de 2022. Isso significa que até o momento, o valor de R$ 1.302 para o mínimo  ou até um valor menor, é apenas uma projeção e não o valor definitivo.

×
App O Trabalhador
Aplicativo O Trabalhador
Grátis - Na Google Play
VER