Ministro quer dar empregos para inscritos no Cadúnico

Nas contas do Ministro do Desenvolvimento Social, será possível da emprego para cerca de 1 milhão de pessoas que hoje fazem parte do Cadúnico

Ciente de que seu cargo poderia estar em risco, o Ministro do Desenvolvimento Social, Família e Combate á Fome, Wellington Dias (PT) vem dizendo que vai acelerar o processo de entregas da sua pasta nas próximas semanas. Um dos resultados mais alardeados por ele é a conquista do emprego para quem está no Cadúnico.

O Cadastro Único é a lista do Governo Federal que reúne os nomes das pessoas que estão em situação de vulnerabilidade social. É a partir dos dados deste sistema que o poder executivo pode definir quem são os cidadãos que poderão fazer parte de programas sociais como o Bolsa Família e o Auxílio-gás nacional, por exemplo.

Empregos

Nos últimos dias, o Ministro vem fechando parcerias com algumas empresas para que elas contratem pessoas que fazem parte do Cadúnico. Na visão de Dias, vários cidadãos que estão nesta lista possuem um certo grau de escolaridade e precisam apenas de mais treinamento para que sejam empregados nestas grandes empresas.

Nas contas do Ministro, será possível tirar do Cadúnico mais de 1 milhão de pessoas. São cidadãos que, ao conseguir o emprego formal, não mais deverão precisar fazer parte do programas de caráter social, como o Bolsa Família ou o Auxílio-gás nacional.

Destaques sobre *** por e-mail

Mesmo por isso, Wellington Dias acredita que o sistema de parceria com as empresas poderá fazer com  que o Governo Federal economize até R$ 8,4 bilhões por ano.

Empreendedorismo no Cadúnico

Segundo informações de bastidores colhidas pelo jornal Valor Econômico, o Ministro do Desenvolvimento Social também vai anunciar nos próximos dias a criação de um novo programa de empreendedorismo voltado para as pessoas que fazem parte do Cadúnico.

Dias tem uma reunião marcada nos próximos dias com o presidente Lula para tratar justamente sobre este assunto. O projeto envolveria a criação de uma espécie de fundo garantidor, que poderia ajudar as pessoas que estão no Cadúnico e que desejam ter um próprio negócio.

Cargo em risco

Informações de bastidores dão conta de que membros do grupo político conhecido como centrão estão de olho no cargo do Ministro Wellington Dias. O assédio tem um motivo: o Ministério do Desenvolvimento Social tem o maior orçamento do Palácio do Planalto, com R$ 280 bilhões por ano a serem gastos.

Além do Bolsa Família e do Auxílio-gás nacional, o Ministério do Desenvolvimento Social, Família e Combate à Fome também é responsável por outros programas como a Tarifa Social de Energia Elétrica, também do Governo Federal.

Leia também
×
App O Trabalhador
App do Trabalhador
⭐⭐⭐⭐⭐ Android e iOS - Grátis