MEIs precisam ficar atentos aos golpes, confira dicas

Os microempreendedores precisam estar atentos e verificar a veracidade das cobranças antes de efetuar o pagamento

Os microempreendedores individuais (MEIs) precisam estar atentos para não correr riscos ao se formalizar.  O processo é gratuito e pode ser realizado pelo próprio empreendedor, mas há portais que se passam pelos oficiais e realizam cobranças pelos serviços prestados.

Vale ressaltar que a abertura do MEI não tem taxas, sendo apenas recolhida a contribuição do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), que é emitida pelo próprio contribuinte através do site do Governo Federal.

Os microempreendedores precisam estar atentos e verificar a veracidade das cobranças antes de efetuar o pagamento.

As Salas do Empreendedor tem sido alertada por diversos avisos sobre tentativas de golpes que fazem cobrança de taxas para a realização de abertura de registro como Microempreendedor Individual (MEI). Essa solicitação é considerada fraude, já que oficialmente não existe valor a ser pago.

Gerente da Regional Meio Oeste

Destaques sobre *** por e-mail

Aloisio Salomon, , que é gerente da Regional Meio Oeste, reforçou que as entidades ou órgãos oficiais não solicitam dados por meio de telefone, e-mail ou WhatsApp.

“Todo o processo virtual para abertura, alteração ou baixa de empresas é feito de forma gratuita pelo site gov.br/mei. A única taxa cobrada aos MEIs é o Documento de Arrecadação Simplificada (DAS), emitido pelo próprio empreendedor na plataforma do governo federal”.

Vale lembrar que o DAS tem como função o recolhimento dos impostos e das contribuições que são essenciais para seguir com o negócio legalizado, além de manter disponível o acesso aos benefícios da Previdência Social.

Além disso, outro alerta é em relação aos microempreendedores receberem cobranças de associações ou sindicatos. O MEI não tem obrigatoriedade de se vincular a associações ou sindicatos e essas cobranças são indevidas caso o vínculo não tenha sido feito por iniciativa do próprio empreendedor.

Os microempreendedores que tiverem dúvidas a respeito de cobranças podem procurar a Sala do Empreendedor da sua cidade ou ligar para o número 0800 570 0800.

Além disso, Salomon destaca a importância das denúncias de golpes: “Outra recomendação importante é que o empreendedor que tenha caído em um golpe virtual registre um boletim de ocorrência para que a situação seja apurada.”.

Vale reforçar que, em caso de dúvida, o MEI não clica em links e nem forneça dados a contatos de e-mail ou WhatsApp. Além disso, não faça pagamento de boletos recebidos por meios eletrônicos.

Leia também
×
App O Trabalhador
App do Trabalhador
⭐⭐⭐⭐⭐ Android e iOS - Grátis