5 vantagens em implantar o banco de horas na empresa

Processo facilita contabilizar o número de horas extras
- Anúncio -

Quem trabalha com carteira assinada com certeza já ouviu falar no banco de horas. Muitas empresas adotam essa prática, mas você sabe como funciona o sistema?

A gestão de colaboradores não é uma tarefa fácil, pois exige planejamento a longo prazo. Controlar a jornada de trabalho de todos os empregados, horas extras e compensação de horas são algumas das funções do departamento de recursos humanos.

- Anúncio -

Na leitura a seguir, vamos listar 5 vantagens que o banco de horas proporciona. Acompanhe!

O que é banco de horas?

É o acúmulo de horas extras do empregado. Como não são recebidos ao final de cada extrato de pagamento, são guardados para uso futuro. Neste caso, são aproveitados como dias de descanso ou como horário de trabalho em turnos reduzidos.

Destaques sobre *** por e-mail

O uso do banco de horas é comum no mercado, pois ele oferece diversos benefícios para as empresas.

5 vantagens do banco de horas

Quem busca facilidade na gestão de ponto e diminuição na folha de pagamentos da empresa, encontra no banco de horas uma solução simples e econômica.

1- Redução da folha de pagamentos

Independente do tamanho da empresa, os valores das horas extras vão impactar nas despesas. Um dos principais impactos é nos investimentos.

Por não saber exatamente quanto será pago de horas extras nos meses seguintes, a empresa se vê obrigada a evitar investimentos e cortar custos para garantir o cumprimento com o salário e as horas extras de todos os colaboradores.

Ao implantar o banco de horas, a empresa não terá mais essa preocupação. O dinheiro que seria pago em horas extras pode ser destinado para melhorias, troca de equipamentos, manutenções ou até para fazer um caixa e gerar lucro. Mesmo que no futuro seja necessário pagar o banco de horas do colaborador, a empresa conseguirá se planejar.

2- Flexibilidade para empresa e colaboradores

Trabalhar em regime de horas extras não permite nenhuma flexibilidade para empresa e colaboradores. O que é bom em alguns casos, pois o colaborador não pode se atrasar. Porém, sempre que for necessário ultrapassar o horário da saída, a empresa terá que pagar hora extra.

Por outro lado, o banco de horas permite que o colaborador saia para resolver um problema pessoal, por exemplo. Quando a empresa utiliza o banco de horas, isso não causa transtornos para a folha de pagamento. Os funcionários poderão compensar as horas em outro momento.

3- Facilita o trabalho do RH

Quantas horas a equipe de RH perde contabilizando as horas extras de cada colaborador e preparando a folha de pagamentos? O suficiente para impactar na rotina de trabalho do departamento.

Adotando o banco de horas, a empresa precisará utilizar um controle de ponto. Esse aparelho vai fazer a contagem de quantas horas extras o colaborador tem ou quantas horas ele deixou de trabalhar automaticamente. Ao final de cada mês, um relatório pode ser gerado para o acompanhamento e conferência do funcionário.

4- Diminui o número de pagamentos indevidos

As horas extras trabalhadas devem ser adicionadas ao pagamento referente ao mês em que elas foram feitas. Essa regra acaba fazendo com que a empresa realize pagamentos indevidos, pois o tempo que o RH tem para relacionar as horas e incluir na folha dos colaboradores é muito curto.

Ou seja, é mais difícil investigar se está tudo correto com aquelas horas.

Algumas empresas exigem que o gestor da área aprove e autorize os colaboradores a fazerem horas extras. Essa prática diminui os casos de pagamentos indevidos e de horas trabalhadas sem necessidade, porém, ao final do mês pode ser mais difícil de controlar.

Com a implantação do banco de horas, a empresa terá mais tempo para avaliar as horas trabalhadas de cada colaborador e chegar aos números corretos. Além disso, diminui o número de ações de má fé, já que o colaborador não vai receber o valor das horas em sua folha de pagamento.

5- Reduz as chances de erro

Da mesma forma que a empresa pode pagar por horas que o colaborador fez a mais sem necessidade, também existe a possibilidade de erros diminuindo o valor que o funcionário teria a receber.

No mês seguinte, o RH precisa verificar novamente os pagamentos e as horas extras trabalhadas. Com o banco de horas, também pode acontecer erros, mas a empresa terá um tempo maior para analisar e comprovar que o funcionário fez as horas que está cobrando.

- Anúncio -
Leia também
×
App O Trabalhador
App do Trabalhador
⭐⭐⭐⭐⭐ Google Play - Grátis