Aneel: bandeira verde mantida para as contas de energia em outubro

A bandeira será válida para todos aqueles conectados ao Sistema Interligado Nacional
- Anúncios -

Uma boa notícia para os consumidores do país. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu manter a bandeira tarifária verde nas contas de luz para outubro Isto significa que não haverá  cobrança adicional nas faturas para o fim do mês. 

Nessa linha, a decisão mostra que a produção de energia no país está em um cenário positivo, sem a necessidade da energia de usinas termelétricas, que geram energia elétrica mais cara.

- Anúncios -

Originalmente, as bandeiras, criadas em 2015, são utilizadas nas tarifas mensais como uma forma de controle do consumo de energia elétrica. As cores verde, amarela e vermelha sinalizam a situação da produção de energia no país, e colocam cobranças extras nas contas quando as condições de geração não são favoráveis (veja abaixo). 

Dessa forma, a situação até abril deste ano era emergencial por conta dos baixos níveis nos reservatórios nacionais e do uso das termelétricas. 

Todavia, após o fim da escassez hídrica, a  bandeira tarifária está verde para todos os consumidores desde estão. Já para os beneficiários de baixa renda, a bandeira está verde desde dezembro de 2021.

Destaques sobre *** por e-mail

O que é o sistema de bandeiras?

A bandeira tarifária é um adicional cobrado nas contas de luz para cobrir o custo da geração de energia por termelétricas, o que ocorre quando o nível dos reservatórios das hidrelétricas está muito baixo.

A bandeira é uma sinalização para o consumidor do custo real da geração no momento em que ele está consumindo a energia. Com as bandeiras, o consumidor tem a melhor informação para usar a energia elétrica de forma mais consciente, com oportunidade de adaptar seu consumo.

Assim, os beneficiários da tarifa social de energia elétrica, que somam quase 12 milhões de consumidores residenciais de baixa-renda, têm descontos na bandeira tarifária. 

As bandeiras são divididas da seguinte maneira:

Bandeira verde: condições favoráveis de geração de energia. A tarifa não sofre nenhum acréscimo.

Bandeira amarela: condições de geração menos favoráveis. A tarifa sofre acréscimo de R$ 0,01874 para cada quilowatt-hora (kWh) consumidos.

Bandeira vermelha Patamar 1: condições mais custosas de geração. A tarifa sofre acréscimo de R$ 0,03971 para cada quilowatt-hora kWh consumido.

Bandeira vermelha Patamar 2: condições ainda mais custosas de geração. A tarifa sofre acréscimo de R$ 0,09492 para cada quilowatt-hora kWh consumido.

Bandeira Escassez Hídrica: O valor do kWh é de R$ 14,20. 

- Anúncios -
Leia também
×
App O Trabalhador
App do Trabalhador
⭐⭐⭐⭐⭐ Google Play - Grátis