Diferenças entre vale refeição e alimentação. Toda empresa precisa dar?

Um é voltado para utilização em almoço e o outro para fazer compras. Entenda

Ao se candidatar a um cargo em uma empresa, o candidato analisa se há benefícios além do salário. Alguns destes itens são com relação aos vales alimentação e refeição. 

O vale-refeição nada mais é que um benefício que o empregador fornece a seus colaboradores para que eles possam se alimentar durante o período de trabalho. Essa opção engloba restaurantes, lanchonetes, padarias e quaisquer outros estabelecimentos que cumpram com o propósito de fornecer alimentos prontos para consumo.

Além de alimentar os funcionários, o benefício refeição conta com outras vantagens para o empregador e para o pessoal contratado.

Mas afinal, o que é o vale alimentação e qual sua diferença para o vale refeição? Acompanhe a seguir.

Diferenças entre os benefícios

Destaques sobre *** por e-mail

É comum a confusão entre a oferta do vale-refeição e do vale-alimentação. No entanto, existem importantes diferenças entre os benefícios.

Enquanto o vale-refeição é fornecido para almoçar ou lanchar (restaurantes, padarias e redes de fast food), o alimentação tem como objetivo auxiliar na compra de gêneros alimentícios. Ou seja, é uma escolha que entrega um benefício a mais para o colaborador.

Vale alimentação e Vale Refeição são opcionais?

Sim! O vale alimentação e refeição são benefícios opcionais. Todavia, caso o contrato de trabalho tenha previsão expressa do vale alimentação ou refeição, passa a ser considerado obrigatório seu fornecimento. Ainda, outra situação de obrigatoriedade é a previsão em acordo ou convenção coletiva.

Para a empresa que fornece o vale há benefícios de ordem tributária e social como isenção de pagamento de INSS e FGTS sobre o valor do benefício e abatimento de até 4% ao aderir ao Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT).

Para o trabalhador há benefícios com o aumento do poder de compra, comodidade ao utilizar o vale e não o seu salário, escolha de local de refeição ou compra de mantimentos de acordo com sua preferência.

Existe um valor certo para os vales?

Negativo. Não há um valor certo. Desse modo, é preciso que a empresa faça uma análise do custo de alimentação na localidade, média de valor de alimentação, valores cobrados em estabelecimentos próximos à empresa.

Também é possível se basear na convenção coletiva que trata desse tema, a qual pode prever valor mínimo a ser pago a título de auxílio-alimentação, para então definir o valor do benefício.

Conclusão

Por fim, conforme a leitura, deve-se ter em mente que diferente do vale transporte, o vale alimentação e refeição não são obrigatórios. Desse modo, o fornecimento de um desses benefícios ou até mesmo ambos é opcional e um atrativo a mais para o cargo.

Leia também
×
App O Trabalhador
App do Trabalhador
⭐⭐⭐⭐⭐ Android e iOS - Grátis