Salário mínimo: Ministro não descarta novo aumento ainda em 2023

Em entrevista, Ministro do Trabalho, Luiz Marinho (PT) disse que ainda não descarta a possibilidade de um novo aumento no salário mínimo este ano
- Anúncios -

O que vai acontecer com o salário mínimo este ano? Segundo o Ministro do Trabalho, Luiz Marinho (PT) ainda não é possível cravar uma resposta para esta pergunta. Em entrevista na última semana, o chefe da pasta disse que um novo aumento do piso não está previsto, mas não descarta mudanças neste sentido.

“Se tiver espaço, haverá alteração. Não tem espaço? Vai manter R$ 1.302. Se o espaço que tem der para pagar R$ 1.315, vamos nesse valor. Conseguiu mais? Sobe para 1.320”, disse ao portal de notícias UOL. A entrevista foi publicada oficialmente na tarde da última sexta-feira (27).

- Anúncios -

Em resumo, Marinho disse que mais importante do que definir um novo aumento do salário mínimo para este ano, seria aprovar um novo plano nacional de valorização do saldo. Assim, ainda considerando a visão do Ministro, os reajustes reais ficariam garantidos para os anos de 2024 em diante.

Seja como for, Marinho disse ainda que caso o Governo mude de ideia e decida bancar mais uma elevação do salário mínimo este ano, a mudança aconteceria apenas em maio. Até lá, membros de um grupo de trabalho deverão discutir alternativas para que a definição do salário mínimo aconteça o mais rapidamente possível.

Hoje, os pagamentos do salário mínimo são de R$ 1.302, ante R$ 1.212 que estavam sendo pagos no ano passado. O reajuste em questão aconteceu acima da projeção da inflação de 2022, o que nos permite dizer que se trata de um reajuste real, assim como prometido pelo presidente Lula (PT) nas eleições do ano passado.

Destaques sobre *** por e-mail

O que é a política de valorização do salário mínimo?

Oficialmente, o Governo Federal ainda não estabeleceu as diretrizes da política nacional de valorização do salário mínimo. Contudo, informações de bastidores já começam a dar algumas pistas sobre os próximos passos do projeto.

Durante os anos dos governos de Lula e Dilma, o Governo adotou este sistema que obrigava o poder executivo a elevar o valor do salário mínimo com base na inflação, e também no Produto Interno Bruto (PIB) dos anos anteriores.

Este sistema permitia naturalmente um aumento maior do salário. Para este ano de 2023, ainda não é possível saber se o formato será mantido, mas de acordo com o próprio Luiz Marinho, há uma grande chance de repetição deste processo.

De todo modo, uma decisão sobre o tema só deve sair dentro de mais algumas semanas. O grupo de transição na área do salário mínimo deverá realizar uma série de reuniões nos próximos dias para discutir o tema.

- Anúncios -
Leia também
×
App O Trabalhador
App do Trabalhador
⭐⭐⭐⭐⭐ Google Play - Grátis