Redator MEI: aprenda passo a passo para montar o seu portfólio

O redator MEI ou Freelancer é um profissional que está sendo cada vez mais valorizado. Entretanto, ainda é muito difícil conseguir entrar no mercado para obter os retornos desejados. Especialistas da redação conseguem ganhar cerca de R$ 8 mil por mês, mas, quando se está começando, nem sempre é esse o valor salarial: alguns recebem menos que um salário mínimo

Um passo para conseguir entrar no mercado e ganhar clientes fidelizados é montar o portfólio. Mas, como fazer isso?

Redator não usa textos de outros clientes

Usar os textos que você fez para outro cliente como portfólio é antiético porque a maioria das empresas não querem mostrar quem fez o artigo e a modalidade é ghostwriter. Ou seja, o redator não deve informar que foi ele quem realizou o projeto. 

E, se o seu cliente notar isso, ele pode pensar: será que o meu texto também vai ser usado como portfólio? 

Portanto, o primeiro passo é criar artigos exclusivos para o seu portfólio. Eles podem ficar disponíveis através de um DOCS (com permissão de acesso) ou um site.  O mais indicado é o site. 

Facilite o acesso

Você já ouviu falar sobre a experiência do cliente? O cliente prefere que você o chame e o busque. Ele quer praticidade. Então, nada de mandar arquivos pesados para que sejam baixados ou então, que tenha a necessidade de solicitar o acesso. 

Isso pode fazer com que ele desista e procure por outro profissional, ainda mais em momentos de urgência. 

Facilite o acesso ao seu portfólio: não peça solicitação de acesso do arquivo do DOCS e nem cadastros no site para que ele seja acessado. Crie objetividade. 

Página de clientes

Crie uma página, além do blog, que aborda sobre os serviços que oferece. Além disso, é importante que você mostre os resultados dos seus projetos em vez de apenas falar sobre eles. 

Leia também: Redator de SEO: como realizar a contratação desse profissional?