MEI: Saiba quais são as mudanças no ano de 2021

O CNPJ para microempreendedor ( MEI) é um sonho que muitos brasileiros autônomos e que têm seu próprio negócio sonham em ter.

E o MEI é a melhor maneira de conseguir isso, além dos benefícios que vêm juntamente a abertura desse CNPJ.

Desde que surgiu, no ano de 2009, a categoria de microempreendedor individual vem crescendo bastante no país.

Estima-se que exista um número de mais de 11 milhões de microempreendedores ativos no país.

Mas, assim como pode apresentar muitas facilidades para um pequeno empreendedor, ele pode passar por algumas alterações.

Saiba quais são essas mudanças e como afetam aqueles que possuem um MEI ativo.

Mudanças no MEI em 2021

Depois do anúncio do reajuste do salário mínimo para o trabalhador CLT, uma mudança aconteceu para o microempreendedor individual.

Se trata da alteração do DAS, que é o imposto que engloba todas contribuições que um MEI deve pagar enquanto estiver em funcionamento.

O reajuste no DAS está disponível no PGMEI, que é o órgão responsável pela arrecadação do Simples Nacional para os Microempreendedores.

Basicamente, os valores da alteração vão variar de acordo com o setor no qual o MEI atua.

Fora que além de ter que contribuir com o DAS todos os meses em atividade, é preciso que o MEI declare seus rendimentos por meio do DASN

No caso, o quanto recebeu no ano anterior deve ser declarado até até o último dia de maio.

Há ainda muito o que a se estabelecer quanto a situação dos microempreendedores no ano de 2021. Por isso, é interessante que aqueles que são, ou que desejam ser, microempreendedores fiquem atentos às notícias que se relacionam a reforma tributária, MEI e contabilidade.

Por isso, aqui em nosso jornal é possível acompanhar todas as atualizações e notícias que contribuem para o trabalhador brasileiros e a classe operária como um todo.