Como saber se estou com o nome sujo no SPC ou Serasa?

Atrasar o pagamento de boletos e de empréstimos pode ocasionar no seu nome sujo. Inclusive, quando sequer tem culpa disso: em alguns casos, a empresa pode estar com cobranças no seu nome mesmo depois de ter cancelado o serviço e, neste caso, poderia processar a marca por danos morais visto que foi prejudicado com as cobranças indevidas. 

Para saber se está com o nome sujo, basta realizar o seguinte procedimento: 

  • Acesse o link de área do cliente no portal do Serasa https://www.serasa.com.br/area-cliente.
  • Depois disso, faça a criação de uma senha e confirme o e-mail assim como o CPF. 
  • Agora, faça o LOGIN e, já na página inicial, terá mais informações sobre dívidas, nome sujo e outros aspectos. 
  • Caso esteja sendo cobrado de forma indevida por serviços de outras empresas, é necessário entrar em contato e solicitar para que seja removido. Se não for, é necessário ir até o Procon ou procurar um advogado. 

O processo no SPC é igual a esse e também pede que o usuário tenha um CPF cadastrado. Geralmente, o SPC é voltado para as empresas brasileiras enquanto o Serasa é destinado para escalas internacionais e compras que também ocorrem fora do Brasil, por exemplo. 

Nome sujo indevidamente?

Recentemente, a faculdade Estácio de Sá pagou um processo de danos morais no valor de R$ 10 mil para um ex-aluno que apareceu com o nome sujo após ter cancelado os serviços. No Reclame Aqui, os clientes mostram enfrentar problemas parecidos. E, o que isso quer dizer? Que o consumidor não pode ser prejudicado por cobranças indevidas sem estar fazendo o uso dos serviços e, se tiver o nome negativado, pode entrar com um pedido de advogado para resolver a situação perante a justiça. Problemas semelhantes a esse dos alunos da Estácio são comuns em áreas como internet, cobrança de créditos. 

×
App O Trabalhador
Aplicativo O Trabalhador
Grátis - Na Google Play
VER