Novo Ensino Médio: como vai funcionar em 2022 e quais são os impactos

O novo ensino médio surgiu para proporcionar uma diversificação para os estudantes. O projeto vinha sendo elaborado desde o governo do  vice-presidente Temer. No entanto, deve entrar em vigor na forma prática somente durante o ano de 2022. Os profissionais da educação não defendem, em sua maioria, a reforma que está prestes a ser realizada e o argumento é que ela retira dos estudantes a formação ética e os prepara única, e exclusivamente, para o mercado de trabalho, esquecendo da sociedade em si. 

Dessa forma, os estudantes começam a ter receio de que isso possa prejudicar no ingresso ao ensino superior: mesmo com todas as disciplinas, muitos conteúdos que caem no ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) não são conhecidos pelos estudantes. “Imagine então se a gente não ter nenhuma matéria como geografia, história ou artes. Como iremos acertar as questões? Eu acho que essa é uma forma do governo privilegiar os grupos mais ricos para que consigam entrar antes da gente!”, afirmam alguns internautas. 

Novo ensino médio e a mão de obra barata

Outro ponto é que as disciplinas devem começar a ter caráter voltado para a escola tecnicista. Ou seja, o excesso de técnicos e mão de obra, o que acaba sendo mais barato para as empresas que podem começar a pagar menos devido ao excesso de profissionais. 

Zanardi argumenta que as escolas públicas serão as mais prejudicadas com a reforma porque os professores devem seguir um cronograma e não possuem total liberdade em relação ao assunto. No entanto, as instituições privadas irão continuar oferecendo conteúdo voltado para a história e ciências humanas, deixando de lado o caráter tão intenso do ensino técnico. 

Acompanhe o Otrabalhador para saber mais sobre direitos e deveres dos trabalhadores. Publicamos conteúdos diariamente para abordar mais sobre economia e leis. E, além disso, contamos com uma série de aplicativos que podem te ajudar diariamente. 

Daiane Souza
Formação em jornalismo pela Uniasselvi e em história pela FURB. Amante, desde o ano de 2017, pela produção de conteúdos, notícias e redação em geral.

Últimas Notícias

- Publicidade -

Notícias Relacionadas

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui