Entenda por que atualização do Cadúnico é importante

Há quanto tempo você não atualiza o seu sistema do Cadúnico? Esta é uma pergunta importante, sobretudo para as pessoas que recebem benefícios sociais neste momento. O processo de atualização no cadastro precisa ser feito com uma certa frequência, justamente para que o cidadão não passe por bloqueios em suas contas.

Em regra geral, o Cadúnico precisa ser atualizado sempre uma vez a cada dois anos. Contudo, técnicos do Ministério da Cidadania indicam que pessoas que estão dentro de programas sociais precisam realizar o processo sempre uma vez por ano. Quando a atualização precisa ser feita por tempo, é possível realizar o procedimento pelo próprio app.

Há ainda um outro indicativo de atualização. Segundo as regras gerais, um indivíduo também precisa atualizar o seu Cadúnico quando há alguma mudança estrutural na sua família. Mortes, nascimentos, alterações na renda per capita e até mesmo de endereço são só alguns exemplos. Neste caso, a atualização precisa ser presencial.

O cidadão pode conferir se o seu cadastro está ou não atualizado. Para tanto, basta abrir o sistema do app do Cadúnico. O aplicativo está disponível para download gratuitamente para celulares com sistemas Android e iOS. O Governo também está enviando notificações com aviso de necessidade de atualização através de extratos de contas.

De toda forma, a dica geral é não esperar pelas mensagens para poder atualizar o sistema do Cadúnico. O Ministério da Cidadania explica que o processo de atualização deve sempre partir do cidadão e não do governo. É importante procurar a prefeitura para saber como o procedimento é feito na sua gestão municipal.

O Cadúnico

O Cadúnico é uma espécie de lista virtual do Governo Federal que reúne os nomes das pessoas que estão em situação de vulnerabilidade social. São cidadãos que precisam de algum tipo de ajuda para sobreviver neste momento.

O Governo Federal se baseia nos dados desta lista para criar políticas públicas para a população mais pobre. É a partir das informações do Cadúnico, que o Planalto escolhe as pessoas que entram para programas como o Auxílio Brasil, por exemplo.

Além do Governo Federal, gestões estaduais e municipais também podem criar projetos voltados para as pessoas que estão no Cadúnico. Dessa forma, a dica para quem ainda não está na lista, é procurar entrar o mais rapidamente possível.

A entrada no Cadúnico segue sendo responsabilidade das prefeituras de cada cidade. As gestões municipais apontam um ponto físico para que o cidadão leve os seus documentos pessoais e dê entrada no procedimento.

×
App O Trabalhador
Aplicativo O Trabalhador
Grátis - Na Google Play
VER