Auxílio Brasil de R$ 600 começa a ser pago nesta terça

Os beneficiários do Auxílio Brasil devem ficar atentos, pois as datas de pagamento foram antecipadas para este mês de agosto. O adicional de R$ 200 do Auxílio Brasil começa a ser pago essa semana. Com isso, o valor do benefício passa dos atuais R$ 400 para R$ 600.

O aumento vale até dezembro deste ano. O calendário de agosto começa nesta terça-feira, dia 09 e segue até o dia 22, conforme o número final do NIS.

O governo decidiu antecipar o calendário de agosto. O pagamento estava previsto para acontecer entre os dias 18 e 31, de acordo com o número final do NIS (Número de Identificação Social) dos beneficiários. 

O acréscimo só foi possível graças à chamada PEC (Proposta de Emenda à Constituição) Eleitoral, promulgada pelo Congresso Nacional no dia 14 de julho. A proposta instituiu estado de emergência e permitiu ampliar benefícios em ano eleitoral.

Além do aumento do Auxílio Brasil, o texto também permitiu dobrar o valor do vale-gás e criar um “voucher” de R$ 1 mil para caminhoneiros e um auxílio também de R$ 1 mil para taxistas. Todas as medidas valem até o fim deste ano.

A ideia é zerar a fila do programa até o mês que vem. Quem se inscrever depois de agosto, porém, não terá garantia de ser contemplado. A PEC só reserva orçamento para incluir quem estava na fila até a data da sua promulgação.

Calendário de agosto do Auxílio Brasil

Confira a seguir:

  • NIS de final 1 – 09 de agosto;
  • NIS de final 2 – 10 de agosto;
  • NIS de final 3 – 11 de agosto;
  • NIS de final 4 – 12 de agosto;
  • NIS de final 5 – 15 de agosto;
  • NIS de final 6 – 16 de agosto;
  • NIS de final 7 – 17 de agosto;
  • NIS de final 8 – 18 de agosto;
  • NIS de final 9 – 19 de agosto;
  • NIS de final 0 – 22 de agosto.

Quem tem direito ao Auxílio Brasil?

Podem receber o Auxílio Brasil famílias que estejam inscritas no cadastro único e que atendam às seguintes normas:

  • em situação de extrema pobreza, com renda mensal per capita de até R$ 105;
  • em situação de pobreza, com renda mensal per capita entre R$ 105,01 e R$ 210;
  • em regra de emancipação: quando o beneficiário consegue um emprego formal, mas tem direito ao benefício desde que a renda familiar mensal não ultrapasse R$ 525 por pessoa

Pagamento pelo Cartão

Os cartões e senhas usados para saque do Bolsa Família continuam válidos e podem ser utilizados para o recebimento do Auxílio Brasil.

Em julho, os beneficiários começaram a receber novos cartões do Auxílio Brasil, em substituição aos do Bolsa Família. Não é necessário fazer uma solicitação do cartão. Ele será distribuído gratuitamente a quem já está no programa. 

O dinheiro também pode ser movimentado via Poupança Social Digital, pelo aplicativo Caixa Tem.

×
App O Trabalhador
Aplicativo O Trabalhador
Grátis - Na Google Play
VER