Entrada no Cadúnico faz elevar chances de entrada em auxílios

Você certamente já ouviu falar sobre o Cadúnico. De uma maneira simplificada, este é o nome dado para a lista do Governo Federal que reúne os nomes das pessoas que estão em situação de vulnerabilidade social. Quem entra neste registro, passa naturalmente a ter mais chances de seleção para auxílio sociais.

No caso específico do poder executivo, o Cadúnico é usado como a porta de entrada para programas como o Auxílio Brasil, o vale-gás nacional e a Tarifa Social de Energia Elétrica. De todo modo, além do Governo Federal, há uma série de projetos estaduais e municipais que se baseiam na lista.

Importante lembrar que a simples entrada no Cadúnico não garante automaticamente a entrada nos benefícios sociais. De todo modo, uma pessoa que está na lista possui mais chances de seleção. Nos últimos anos, todas as esferas de governo vem preferindo usar estes dados para tentar evitar fraudes.

Embora o Cadúnico seja uma lista do poder executivo, a gerência sobre o registro é de responsabilidade das prefeituras. Assim, os cidadãos que desejam entrar no cadastro precisam realizar o ato de maneira presencial em um local indicado pela sua gestão municipal. É importante entrar em contato com eles antes de sair de casa.

Recentemente, o Governo Federal lançou uma nova versão do app do Meu Cadúnico. Esta aplicação está disponível para download gratuitamente e permite que o usuário inicie o processo de entrada no registro. Contudo, a conclusão do procedimento de inscrição ainda precisa acontecer obrigatoriamente de maneira presencial.

Além do Cadúnico

Outro ponto também precisa ser considerado nesta situação. O Cadúnico não é a única exigência que precisa ser seguida para entrada em um determinado programa social. Cada benefício possui as suas próprias normas.

No Auxílio Brasil do Governo Federal, por exemplo, o cidadão precisa ter um cadastro ativo e atualizado no Cadúnico. Além disso, ele também precisa ter uma renda per capita que varie entre R$ 0 e R$ 210, de uma maneira geral.

No vale-gás nacional, o cidadão precisa ter o Cadúnico atualizado, e também precisa ter uma renda per capita de até meio salário mínimo, ou seja, R$ 606. Trata-se da mesma regra que existe para a seleção da Tarifa Social de Energia Elétrica.

Também é importante lembrar que mesmo as pessoas que estão no Cadúnico e que cumprem as regras de determinado benefício, ainda precisam esperar. Não há um prazo fixado para que o Ministério da Cidadania selecione o seu nome, mas o fato é que em alguns casos o procedimento costuma demorar.

×
App O Trabalhador
Aplicativo O Trabalhador
Grátis - Na Google Play
VER