Auxílio-gás e mais: o que está previsto para o mês de agosto

Governo Federal já confirmou detalhes sobre os pagamentos e programas no mês de agosto. Auxílio-gás nacional, por exemplo, está confirmado

O mês de julho ainda não chegou ao fim, mas muita gente já está de olho em agosto. Especialmente as pessoas que estão em situação de vulnerabilidade social estão contando os dias para a chegada dos pagamentos de programas como o Auxílio-gás nacional e o Bolsa Família.

Os dois benefícios já estão confirmados. De acordo com informações do Ministério do Desenvolvimento Social, Família e Combate à Fome, a ideia é liberar os saldos do Bolsa Família e do Auxílio-gás nacional com base em um mesmo calendário de liberação. Veja abaixo:

  • Usuários com NIS final 1:  18 de agosto (sexta-feira);
  • Usuários com NIS final  2:  21 de agosto  (segunda-feira);
  • Usuários com NIS final  3: 22 de agosto (terça-feira);
  • Usuários com NIS final  4: 23 de agosto (quarta-feira);
  • Usuários com NIS final  5:  24 de agosto (quinta-feira);
  • Usuários com NIS final  6:  25 de agosto  (sexta-feira);
  • Usuários com NIS final  7:  28 de agosto (segunda-feira);
  • Usuários com NIS final  8:  29 de agosto (terça-feira);
  • Usuários com NIS final  9: 30 de agosto (quarta-feira);
  • Usuários com NIS final  0:  31 de agosto (quinta-feira).

O Bolsa Família

Para ter direito ao Bolsa Família em agosto, é necessário que o cidadão tenha uma conta ativa e atualizada no sistema do Cadúnico do Governo Federal. Se você ainda não está no Cadúnico, é necessário entrar em contato com a prefeitura da sua cidade para entender como o processo de entrada funciona em seu município.

Destaques sobre *** por e-mail

Para além da inscrição no Cadúnico, também é importante que o indivíduo tenha uma renda per capita de até R$ 210 por mês. Esta renda poderá ser verificada pelo Ministério do Desenvolvimento social por meio do sistema de CNIS.

O Auxílio-gás

Já o Auxílio-gás também toma como base os dados do Cadúnico para definir quem pode receber o saldo. Assim, as pessoas que ainda não têm o cadastro precisam entrar na lista. Quem já está no cadastro precisa atentar para manter os dados sempre atualizados.

Para além do Cadúnico, o cidadão precisa ter uma renda per capita de até meio salário mínimo, ou seja, R$ 660. O Ministério dá preferência para as pessoas que estão dentro do sistema do Bolsa Família. Mulheres que tenham sido vítimas de violência doméstica e que estejam sob medidas protetivas também têm prioridade na seleção.

Números

Atualmente, o Bolsa Família atende pouco mais de 20 milhões de pessoas de todas as regiões do país. Já o Auxílio-gás faz pagamentos para pouco mais de 5 milhões de brasileiros. Os números podem variar para mais ou para menos a depender do mês do pagamento.

Leia também
×
App O Trabalhador
App do Trabalhador
⭐⭐⭐⭐⭐ Android e iOS - Grátis