Quem recebia Auxílio Emergencial não terá direito ao Auxílio Brasil em 2022?

Durante o ano de 2020 e 2021, o Ministério da Cidadania pagou o auxílio emergencial para os grupos que estavam recebendo menos de R$ 550 por cada pessoa na família e que não estavam atuando com a carteira de trabalho assinada. Logo, era um programa social distribuído exclusivamente para quem é MEI (microempreendedor individual), desempregado ou autônomo – também chamado de freelancer. 

O programa parou de ser pago durante o mês de outubro de 2021 para que, em novembro, houvesse o início do Auxílio Brasil – que também seria o responsável por substituir o Bolsa Família que existiu por quase 20 anos no país. Para ser beneficiado com o novo programa que foi criado pelo governo do presidente da República, Jair Bolsonaro, o requisito principal era estar inscrito no CadÚnico (Cadastro Único). Os documentos para o cadastro podem ser enviados a qualquer um dos mais de 8 mil polos do Cras que estão espalhados em todo o Brasil. 

Devido aos novos requisitos do Auxílio Brasil, alguns grupos que recebiam o auxílio emergencial não puderam ser beneficiados visto que a renda máxima de cada família não era mais de R$ 550 e, sim, de R$ 200 por mês. 

Os beneficiários do auxílio emergencial podem continuar recebendo o Auxílio Brasil se continuarem dentro dos requisitos

Para receber o Auxílio Brasil durante o ano de 2022, é necessário que o beneficiário esteja cumprindo alguns requisitos como ter a renda inferior a R$ 200 por cada membro da família e não ser beneficiado com programas como a aposentadoria. Além disso, é necessário estar inscrito no CadÚnico (Cadastro Único). 

Devolução do programa será cancelada no próximo ano?

Outra dúvida de alguns beneficiários é se a devolução do programa do auxílio emergencial que foi recebido de forma indevida deve ser cancelada no ano de 2022. No entanto, vale salientar que o Ministério da Cidadania ainda está realizando as cobranças e aqueles que não devolverem podem entrar para a dívida ativa.

×
App O Trabalhador
Aplicativo O Trabalhador
Grátis - Na Google Play
VER