Congresso aprova maior limite para o consignado do INSS

Aposentados e pensionistas vão passar a poder utilizar até 35% do empréstimo pessoal e até 5% para o empréstimo consignado fornecido pelo INSS. O Congresso Nacional aprovou na última sexta-feira (13), através de uma Medida Provisória que vai ampliar a margem de crédito para quem necessita de empréstimo consignado.

A partir de agora, os aposentados e pensionistas do INSS vão poder comprometer até 40% do benefício que recebem do Instituto, com uma prorrogação que terá validade de até 60 dias.

Os bancos já estão se atualizando e operando com o novo limite de 40%, conforme já foi informado pela Federação Brasileira de Bancos.

A MP também autoriza que os beneficiários que recebem o Benefício de Prestação Continuada e o Auxílio Brasil, também vão poder solicitar o empréstimo consignado, sendo que ainda será lançada uma regulamentação para este público.

Quem já pode aproveitar do novo limite de crédito consignado do INSS?

Até o momento, apenas os aposentados e pensionistas do INSS, que já podem contratar a margem de empréstimo consignado de 40%.

A partir do dia 17 de março deste ano, passou a valer uma MP que foi publicada com normas legais e instruções normativas do INSS, onde os bancos passaram a operar com os novos limites autorizados.

O empréstimo consignado pode ser contratado por pensionistas, aposentados e servidores públicos. Atualmente é possível usar até 35% da renda para empréstimo consignado e mais 5% que pode ser usado no cartão de crédito do consignado.

Os juros autorizados ficam em aproximadamente 2,14% ao mês, sendo que para o empréstimo chega a 3,06% ao mês, para o cartão consignado. É preciso ficar atento, pois, esse empréstimo consignado acaba sendo descontado diretamente na folha de pagamento do benefício, cobrado em parcelas mensais fixas.

Taxa de juros cobrada

Entre as opções que existem para a contratação de empréstimo no mercado, o crédito consignado é muito provavelmente o que apresenta a menor taxa de juros por conta de ter uma baixa inadimplência.

Em específico para o caso do INSS, neste momento as taxas estão em 2,14% ao mês para quem solicita o empréstimo consignado, sendo um pouco mais alto para o empréstimo consignado, que gira na casa de 3,06% ao mês.

O crédito consignado do INSS é usado para o pagamento de produtos e serviços dentro do comércio de sua região.