Auxílio Brasil: Caixa faz pagamentos para usuários com NIS 7

Nesta terça-feira (26), o Governo Federal segue com os pagamentos da 9ª rodada do seu Auxílio Brasil. Segundo as informações oficiais, hoje é a vez dos usuários que possuem o Número de Identificação Social (NIS) final 7. A Caixa Econômica Federal diz que o dinheiro está na conta dos beneficiários desde as primeiras horas da manhã.

Esta é a semana que fecha os repasses da 9ª rodada de pagamentos do programa. Na segunda-feira (25), as liberações aconteceram para os usuários com NIS final 6. Nos próximos dias, outros grupos devem receber. Veja abaixo:

Terça-feira (26) – Usuários com NIS final 7
Quarta-feira (27) – Usuários com NIS final 8
Quinta-feira (28) – Usuários com NIS final 9
Sexta-feira (29) – Usuários com NIS final 0

Para movimentar a quantia do Auxílio Brasil, os cidadãos podem usar o novo cartão do benefício. O Ministério da Cidadania afirma que mais de 6 milhões já receberam o dispositivo desde o final do último mês de junho deste ano. Quem ainda não recebeu o novo dispositivo, pode usar o do antigo Bolsa Família ou ainda o app do Caixa Tem.

Segundo o Ministério da Cidadania, estima-se que pouco mais de 18,13 milhões de pessoas estejam aptas ao recebimento do saldo neste mês de julho. O número é basicamente o mesmo que se viu em meses anteriores. Com a aprovação da PEC dos Benefícios, o Governo espera inserir mais 2 milhões de brasileiros em agosto.

Quem não recebeu nenhum valor do Auxílio Brasil neste mês de julho, pode procurar entender o que aconteceu com a sua conta através do app do programa. Caso não haja a indicação de bloqueio no app, e mesmo assim o cidadão não tenha recebido nada, é preciso entrar em contato com o Ministério da Cidadania para entender o que aconteceu.

O Auxílio Brasil

O Governo Federal iniciou os pagamentos do Auxílio Brasil ainda no final do ano passado. A primeira liberação aconteceu em novembro de 2021, logo um mês depois da última liberação do antigo Bolsa Família, em outubro.

Para ter direito ao Auxílio Brasil é necessário ter um perfil ativo e atualizado no Cadúnico. A entrada nesta lista é de responsabilidade das prefeituras, de modo que o cidadão precisa entrar em contato com a sua gestão municipal para entender como a seleção funciona por lá.

Além do Cadúnico, o cidadão precisa estar dentro dos limites de renda exigidos. Para ter direito ao programa, é necessário estar em situação de extrema-pobreza. Quem está em condição de pobreza também pode receber desde que resida com uma gestante ou ao menos um menor de 21 anos.

Mesmo as pessoas que cumprem todas as exigências básicas de entrada, ainda precisam esperar até que o Ministério da Cidadania selecione o seu nome. Hoje, a Confederação Nacional dos Municípios (CNM) estima que quase 3 milhões de brasileiros estejam na chamada fila de espera para entrada no programa.

×
App O Trabalhador
Aplicativo O Trabalhador
Grátis - Na Google Play
VER