Auxílio Brasil: quem pode receber o valor de R$ 600 em agosto

Dentro de mais algumas semanas, o Governo Federal inicia o processo de pagamento do Auxílio Brasil turbinado pela PEC dos Benefícios. A partir do próximo dia 9 de agosto, os cidadãos passarão a ter um aumento de R$ 200 no projeto. Assim, as liberações mínimas do benefício passam de R$ 400 para R$ 600.

As regras de entrada e de permanência no programa social seguem basicamente as mesmas. A PEC dos Benefícios não teve nenhum tipo de influência neste ponto. Para ter direito ao recebimento do Auxílio Brasil, é necessário ter um cadastro ativo e atualizado no Cadúnico. A inscrição nesta lista é de responsabilidade das prefeituras.

Além do perfil no Cadúnico, o cidadão também precisa atentar para os limites de renda impostos. Para ter direito ao Auxílio Brasil, o cidadão precisa estar em condição de extrema-pobreza. As pessoas que estão em situação de pobreza também podem receber o benefício desde que residam com uma gestante ou ao menos um menor de 21 anos.

Mesmo as pessoas que cumprem todas as regras acima, ainda precisam esperar por uma decisão do Ministério da Cidadania. A seleção não é automática, e o cidadão só é escolhido depois de análise do Governo Federal. Hoje, dados da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) apontam que quase 3 milhões estejam na fila de espera para entrar no programa.

Os cidadãos que já estão dentro da folha de pagamentos do Auxílio Brasil, não precisam se preocupar com nenhuma renovação da inscrição. O Ministério da Cidadania explica que o processo de recebimento acontece automaticamente. Desde que o cidadão siga respeitando as regras de permanência no programa, ele receberá os R$ 600 a partir de agosto.

O Auxílio Brasil em agosto

A partir do próximo mês, o Governo Federal inaugura o novo formato do programa Auxílio Brasil. Como dito, o projeto registrará um aumento automático de valor para R$ 600. Alguns cidadãos poderão receber até mais do que este patamar.

Além do aumento nos valores, a PEC dos Benefícios também permite a inclusão de mais usuários ao programa social. A expectativa do próprio Governo Federal é de que pouco mais de 2 milhões de pessoas entrem na lista a partir de agosto.

O Ministério da Cidadania também já confirmou mudanças na questão do calendário de pagamentos. Em agosto, o Governo Federal vai inaugurar um novo sistema de repasses já na primeira quinzena. Até aqui, as liberações aconteciam sempre nos últimos 10 dias úteis de cada mês.

Veja abaixo como fica o calendário de agosto:

9 de agosto: Usuários com NIS final 1
10 de agosto: Usuários com NIS final 2
11 de agosto: Usuários com NIS final 3
12 de agosto: Usuários com NIS final 4

15 de agosto: Usuários com NIS final 5
16 de agosto: Usuários com NIS final 6
17 de agosto: Usuários com NIS final 7
18 de agosto: Usuários com NIS final 8
19 de agosto: Usuários com NIS final 9

22 de agosto: Usuários com NIS final 0

×
App O Trabalhador
Aplicativo O Trabalhador
Grátis - Na Google Play
VER