Bloqueio do Bolsa Família! Veja como vai funcionar “pente fino” no CadÚnico

Duplo cadastramento e o principal alvo da operação
- Anúncios -

O Ministério do Desenvolvimento Social anunciou a realização de um pente-fino que poderá excluir vários cadastros do Bolsa Família. 

Nesse sentido, o Ministério vem trabalhando na atualização em massa do Cadastro Único (CadÚnico), banco de dados que guarda informações sobre todas as famílias. É através dele que o governo consegue definir quais as famílias elegíveis a receber algum benefício social.

- Anúncios -

Segundo o Governo Federal, o pente-fino precisa ser posto em prática, após observar um aumento anormal de famílias unipessoais (compostas por apenas uma pessoa) no Cadastro Único. Foram registrados cerca de 5 milhões de novos cadastros em 11 meses, entre setembro de 2021 e agosto de 2022.

Isso deve ter acontecido após não ser mais necessário se apresentar ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) para validar a inscrição devido a pandemia de Covid-19. 

Também existe a suspeita de casos de uma só família ter dois cadastros para receber o benefício. E esse é o principal alvo do pente-fino.

Destaques sobre *** por e-mail

Fraude no Cadastro Único

O Ministério do Desenvolvimento Social informou que cerca de 10 milhões de famílias estão com algum tipo de dados faltando ou estão desatualizados. Além disso, 2,5 cadastros estão sob suspeita de fraude.

Deste modo, a família que estiver com algum tipo de irregularidade no cadastro, receberá uma convocação para uma reunião no CRAS. Será uma oportunidade para comprovar que a família está precisando do benefício.

No entanto, se a família não conseguir comprovar a necessidade do Bolsa Família, não receberá mais o pagamento. Neste caso,  família tem a chance de se desligar do programa, caso ela não se desligue, o próprio governo deve fazer o desligamento.

Pagamentos a beneficiários de NIS com final 4

Nesta segunda-feira (23), a Caixa Econômica Federal vai pagar a parcela de janeiro do Bolsa Família aos beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) com final 4, na terça-feira (24) será a vez de quem tem o NIS final 5 e assim sucessivamente até o dia 31 de janeiro. 

O valor em 2023 continua sendo de R$ 600. Já o complemento de R$ 150 só será pago às famílias a partir de março deste ano.

- Anúncios -
Leia também
×
App O Trabalhador
App do Trabalhador
⭐⭐⭐⭐⭐ Google Play - Grátis