Guedes diz que dados sobre fome no Brasil são falsos

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, deu mais uma declaração polêmica nesta semana. Durante evento do setor automotivo em São Paulo, ele questionou os dados sobre a evolução da fome no Brasil. Na visão do chefe da pasta econômica, o problema da insegurança alimentar seria menor do que os dados oficiais dizem.

“33 milhões de pessoas passando fome é mentira. Nós estamos transferindo para os mais pobres, com o Auxílio Brasil, 1,5% do PIB, três vezes mais do que recebiam antes”, disse o Ministro. Com a declaração, ele se aproxima ainda mais da retórica do presidente Jair Bolsonaro, que disse algo parecido no início do mês.

“É impossível ter 33 milhões de pessoas passando fome. Por mais que tenha havido inflação, não foi três vezes mais. O poder de compra está mais do que preservado por essa nova transferência de renda”, disse o Ministro em outro momento. Ele foi aplaudido pela plateia que o acompanhava.

O Ministro não citou nominalmente a pesquisa, mas certamente estava falando sobre o 2º Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil, realizado pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede PENSSAN).

O levantamento aponta que existem mais de 33,1 milhões de brasileiros em situação de insegurança alimentar grave, ou seja, quando não há garantia de acesso à alimentação suficiente. Embora tenha questionado os dados, Guedes não citou nenhuma outra pesquisa oficial que pudesse refutar os dados.

Bolsonaro também já negou fome

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, não é o primeiro membro do Governo Federal a negar os dados oficiais sobre a fome no Brasil. Em entrevista recente, o presidente Jair Bolsonaro (PL) foi pelo mesmo caminho.

“Quem porventura está no mapa da fome, pode se cadastrar e vai receber, não tem fila o Auxilio Brasil. São 20 milhões de famílias que ganham isso aí”, disse o presidente durante uma entrevista para um podcast.

“Então, essa preocupação de se antecipar problemas têm feito com que o povo brasileiro sofra menos do que a população aí fora. Esse discurso de 15 milhões passando fome não é verdade esse número”, seguiu ele.

“Se for a qualquer padaria aqui, não tem ninguém pedindo ali pedindo para você comprar o pão para ele, isso não existe. Eu falando isso estou perdendo votos, mas a verdade você não pode deixar de dizer”, completou o presidente.

Dados mais recentes divulgados pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) mostram um Auxílio Brasil não é suficiente para comprar uma cesta básica em 12 de 17 capitais pesquisadas.

×
App O Trabalhador
Aplicativo O Trabalhador
Grátis - Na Google Play
VER